Duas delícias da Bvlgari


by Vanessíssima em , ,

Comments Off

Hoje cafunguei dois perfumes da minha amada Bvlgari: Omnia Green Jade e Omnia Crystalline. Ao me deparar com eles, imaginei que encontraria duas delícias, afinal a marca é expert (além de ser responsável por duas fragrâncias que eu amo, Blv Notte e Jasmin Noir). Não sei explicar, mas tudo deles me remete a requinte, riqueza, elegância e afins. O fato é que, realmente, encontrei mesmo duas delícias (familiares, diga-se de passagem).

Peônia branca, flor de pêra, jasmim, pistache, madeira amarela e almíscar fazem do Green Jade (acima) um floral verde, fresco, leve, vivo, encantador. Ele deixa um rastrinho envolvente e chique no ar. Depois da borrifada, meu nariz surreal se lembrou do Carolina (Carolina Herrera), do Miss Dior Chérie (Dior) e do Coco Mademoiselle (Chanel). De fato, o almíscar e aquele ardidinho característico estão presentes em quase todos eles (apenas o Chanel não tem almíscar). Como já tenho o Carolina em casa (que tem nota de madeira, a exemplo do Green Jade), e também uma amostrinha do Miss Dior Chérie, vou deixar o Bvlgari passar.


Já o Crystalline (acima) é absurdamente suave, clean, discreto, cristalino mesmo e com um toque cítrico. Flor de lótus, pêra japonesa, bambu, peônia branca (olha ela aí de novo), lírio do vale, âmbar, madeira balsa, sândalo e almíscar estão todos ali. Pense em algo elegante para se usar em um dia quente de verão e você pensará em Omnia Crystalline. Ele me remeteu ao Bright Crystal (Versace), que também conta com flor de lótus, peônia, âmbar e almíscar na composição. A diferença é que o Bvlgari consegue ser ainda mais leve do que o Versace. Como já tenho o Bright Crystal, não vou precisar do Omnia. Porém, se conhecesse o Crystalline antes, não teria comprado o Bright. O da Bvlgari é mais!

E pensar que saí em busca do Inspiration, da Lacoste. Morro de vontade de cafungar o dito cujo. Pena que não achei. Segue a procura.