Duas novas cafungadas


by Vanessíssima em , ,

Comments Off

Tenho uma mania de gente doida: às vezes saio de casa rumo ao trabalho uns minutinhos antes só pra dar aquela cafungada gostosa em alguns perfumes na loja que fica perto do meu trampo. Duas fragrâncias por vez, uma em cada pulso, e vou trabalhar feliz, não raro empesteando meus coleguinhas. Sim, eu não estou livre de algumas bombas. Sim, porque perfumólatra que se preza prova tudo direto na pele mesmo. Pra sentir in loco a evolução da fragrância, sabe? Porque esse negócio de fitinha não é comigo não. No máximo, peço um papelzinho só pra deixar minha bolsa cheirosona, mas nunca me baseio nele pra tirar minhas conclusões, já que pele é sempre pele e, no fim, é ela quem vai se perfumar e não uma folha de papel, néam? De modos que ao longo do dia pareço uma maluca cheirando os braços (atenção para a rima:) discretamente no meio do expediente.

Agora chega de lenga porque eu quero falar das minhas duas últimas cafungadas, que cá estão nos meus bracinhos neste exato momento. Acompanhe minhas impressões (ultra pessoais, evidente):

Diesel Fuel For Life (Diesel)
Floral chypre com notas de cabeça de pimenta rosa, cassis e framboesa, nota de coração de jasmin, e notas de fundo patchouli e musk

Meu nariz achou o Fuel For Life docinho e também reconheceu forte na saída aquele toque característico do patchuli, que torna tudo meio ardidinho. Pra quem gosta de doçura sofisticada e marcante, é um prato cheio. Não faz o tipo sufocante, mas convém não exagerar, especialmente em altas temperaturas. De boa fixação e versátil, nada impede que seja usado durante o dia. Imagino mulheres jovens e alegres exalando esse Diesel.

No mais, como a família chipre não é das minhas preferidas, o bichinho não entrou na minha lista de vontades. Se você gosta do Coco Mademoiselle (Chanel), do Miss Dior Chérie (Dior) e do Carolina (Carolina Herrera) tem grandes chances de curtir o DFFL, viu? O estilão é o mesmo. Aliás, se você realmente gosta deles a ponto de já tê-los na sua coleção, acho o Diesel mais do mesmo e, portanto, dispensável. Prontofalei. Lembrando que eu não sou grande fã dos chipres, ok?

PS: Não me dei bem com a versão Unlimited dele. Cafunguei outro dia e não curti o dito cujo na minha pele. O jasmim ficou evidente demais e, junto com a canela, me sufocou. Também cismei que ele ficou meio masculino em mim. Ah, ele não tem nada a ver com o Fuel For Life, ok? Nada mesmo! Opinião minha e só minha, hein!

Presence D'une Femme (Montblanc)
Floral oriental, com notas de folhas de abacaxi, pimenta, tangerina, ciclâmen, orquídea, sândalo, madeira de palisander, flor de baunilha e patchouli

Meu nariz não encontrou a saída cítrica da qual tanto falam, mas uma pimentinha bacana super presente que, junto com o resto da composição, torna esse perfume diferente, único e elegante. Pense em uma mulher decidida, realizada, dinâmica e chique. Ela provavelmente estará usando o Presence. Sim, minha gente, ele exala riqueza e poder. Ao mesmo tempo, espalha feminilidade pelo ar, mas não de forma invasiva. E ele fixa, e muito, na pele.

Olha, pode parecer óbvio (e até piegas) em virtude do nome de batismo, mas uma palavra que define bem esse perfume é “presença”. Em mais palavras: “presença de uma mulher”. Rá! Como uma mulher decidida e chique que se faz presente, ele diz de forma clara, sem gritar ou perder a compostura.

Não, ele não é doce, apesar do acento cremoso da baunilha. Também não é cítrico. É transcendental, quente, marcante, de bem com a vida, floral e temperado. Achei maravilhoso e certamente me acompanhará em uma futura fase da minha vida. Hoje não. Ainda não estou pronta pra ele.