Archive for Junho 2011

O Y + 3 da Receita


by Vanessíssima em , , ,

Comments Off

A quem interessar possa: estou fula com a Receita. Fulona, cara. Fiz uma compra na deliciosa SweetCare há quase dois meses e esta semana descobri que fui tributada. Até aí, tudo bem. Compro fora há anos, sei dos riscos e já paguei algumas taxas nessa vida. Acontece que ver sua encomenda sendo tributada em mais de 100% do valor do produto é de lascar. Sim, meu povo, a tributação me custou mais reais do que o valor total da minha compra. Veja bem, valor total! Ou seja, minha compra custou Y, mas me cobraram de taxa Y + 3. E lá fui eu nos Correios pegar meu pacotinho.

O curioso é que a loja colocou o valor correto da compra fora da caixa e o pacote foi liberado pela Receita sem abertura (conforme carimbo). Mas por que não acreditaram na doce SweetCare, que fez tudo certinho de acordo com a legislação internacional, deixando bem claro fora da caixa o valor que paguei? Por que não me tributaram corretamente, em 60% do valor pago? Simplesmente a Receita chutou um valor absurdo, irreal e sem noção (em dólares, diga-se de passagem) e marcou esse número com canetinha vermelha, bem grande, fora da minha caixa. E me taxaram em cima disso.

Quer mais? Lá na caixa tem um carimbo fofo dizendo que minha compra passou pela máquina de raio x. Nossa, mas então essa máquina é mágica, gente! Foi ela que chutou o valor irreal, não foi?! E foi ela que marcou aquele preço com canetinha, não foi?! Ela vê exatamente os produtinhos lá dentro, com a marca e tudo, e solta um preço (bem) mais caro do que o praticado aqui no Brasil. A máquina deve pensar assim: “ah, essa infeliz não tem nada que ficar comprando coisa fora, ela tem que prestigiar os nacionais, por isso ela vai ver só”. E tome taxa!

Como se não bastasse, não posso nem pedir a revisão dessa tributação excessiva, pois tenho pressa, uma vez que comprei dermocosméticos de uso contínuo e o que os tenho em casa estão praticamente no fim.

Pra quem não sabe, solicitar reexame é um direito nosso quando o imposto é cobrado erroneamente. Acontece que o resultado do pedido pode levar até uns 45 dias pra sair. Pra pedir a revisão, basta ir até os Correios munida do aviso de tributação e de cópias de todos os documentos que comprovem o valor real da sua compra, preencher o formulário e aguardar. Enquanto isso, seu pacote fica retido. Se a Receita achar que suas provas não bastaram, você terá que pagar o valor inicial estipulado acrescido de mais algumas taxinhas em função da retenção da sua caixa.

Essa história com a SweetCare me lembra a primeira compra que fiz na Fragrancex, há uns bons anos atrás, na época em que a loja era relativamente desconhecida. Comprei uma amostrinha de 1 eméle de perfume só pra testar, pra ver qual era mesmo. E me taxaram! Mas com base no valor de um perfume normal, grande e reluzente, comprado em terra brasilis. Eu ri. E pedi reexame pra saber como funcionava isso, pois podia muito bem deixar essa amostra evaporando nos porões da Receita (na verdade, a compra iria voltar pra loja). A resposta veio cerca de um mês depois, me isentando do tributo. É ou não é?

Falando nisso, a legislação completa sobre encomendas internacionais você encontra aqui. Se você compra fora, não deixe de ler. Conhecimento é poder!


*Update: O link da SweetCare agora é do tipo afiliado, portanto gera comissões ao blog. Quando este post foi originalmente pro ar, o blog não tinha qualquer tipo de parceria com a loja.

Encantada pelo veneno


by Vanessíssima em , ,

Comments Off

Não sei o que me deu. Só sei que estou encantada com o perfume Pure Poison (Dior). Já tinha provado ele antes algumas vezes, mas não havia morrido de amores. Aproveitei o frio, e lá fui eu cafungá-lo de novo (sim, eu faço muito isso de recafungar em dias/climas diferentes). E então bateu a química. Me encantei pelo Veneno Puro. Eita.

Saída fresca, frutal. Em seguida, surgiu o buquê de flores brancas. Um mega buquê, cheio de jasmim e gardênia. Depois o floral ficou menos pungente (mas ainda bem presente) e um amadeirado gostoso, cremoso e aconchegante chegou. Pra quem ama floralzão, PP é um prato cheio. Mas pra quem ama, viu? Tem que amar as flores com força. Eu amo. Depois da família oriental, a floral surge reluzente em meu gosto pessoal.

Enfim, achei PP elegante, feminino ao extremo e de rastro avassalador. Mas PP, tal qual o nome, pode se transformar em veneno, por isso, para o meu nariz (e para os narizes alheios), PP requer pouquíssimas borrifadinhas e pede temperaturas baixas.


Engraçado, algo estranho vem à minha mente quando penso nele, enquanto escrevo este post, cafungando meu pulso sem parar: PP é contraditório que só. Imagino uma garota inocente usando esse perfume. Mas também visualizo uma mulher sexy e senhora de si cheirando a PP. Incrível como ele parece vestir bem essas duas mulheres. O frasco furta-cor reflete bem essa incoerência. E o que é essa fixação, meu povo? Em mim, sensacional.

Fica a dica: clique aqui e leia as palavras da maison Dior sobre o dito cujo (em inglês). Eu acho que elas casam direitinho com a sensação que o perfume transmite. E olha que isso é difícil de rolar, hein?

Lógico que pedi para o maridón cheirar meu pulso e me contar o que ele achou do perfume. Ele foi enfático ao proferir a seguinte palavra: “sombrio”. Achei chistoso. E viva a diferença!


Mais sobre Pure Poison aqui.


De olho no Arsenal Women


by Vanessíssima em , , , , ,

Comments Off

Bateu uma vontade de ter esse perfume da (desconhecida) grife Gilles Cantuel. Dizem os bons narizes que ele é bem parecido com o badalado Flowerbomb (Viktor & Rolf). E o super bom: ele é beeeeeeeeem mais em conta do que a granadinha rosa. 

O mais curioso é que eu não sou fã do
Flowerbomb (que, pra mim, tá mais pra  Sugarbomb) e, mesmo assim, quero um Arsenal pra chamar de meu. Na verdade, eu gostaria do Flowerbomb sim, mas só se ele fosse mais contido. O que eu sinto nele (na minha pele, evidente) é uma linearidade do cão, um açúcar puro, pungente e enjoativo do começo ao fim e um pouco de patchouli, que teima em atacar minha enxaqueca. Eu me refiro à versão EDP, ok? Parece que o EDT (que não conheço) é menos mordaz. E, veja bem, eu sou fã de fragrâncias docinhas, salvo raras exceções como Angel (Thierry Mugler) e Fantasy (Britney Spears).


Enfim, li relatos animadores acerca do Arsenal. Tudo me leva a crer que ele é mais soft do que o perfume da Viktor & Rolf. Se for, estarei nas nuvens.

Há até quem não goste do
Flowerbomb e adore o Arsenal. Há quem goste dos dois. E não há quem desgoste do Arsenal. Tudo bem que algumas pessoas o classificaram como “um docinho comunzinho”, mas isso não é o mesmo que um “putz, eu odeio esse perfume”, certo?

E o que é aquele frasquinho do
Arsenal, cheio de bolinhas de vidro transparentes dentro? Um espetáculo, néam? E o preço é outra tentação. Tanto cá quanto acolá ele custa pouco (pesquisa lá no oráculo e você vai descobrir que ele pode sair por 50 realezas). É uma pena que não o encontro em minha pequena grande cidade para, ao menos, cafungá-lo. É, seria mais uma compra no escuro. Seria ou será? Vejamos.

Update em 28/07/11: Conheci o Arsenal hoje e, putz, que delicinha! Realmente ele é bem parecido com o Flowerbomb, só que mil vezes melhor. Mais soft, menos enjoativo, mais contido (uhu!), mais gostoso mesmo e nada enxaquecoso. Fixação excelente e precinho idem. É o Flowerbomb que eu queria. rs Por essas e outras, gostei muito dele. Foi pra lista, e com louvor!

Wishlist tem poder


by Vanessíssima em , ,

Comments Off

Duvida? Faz uma aí e daqui um tempo repara só. Aposto que você terá boa parte dos seus desejos materiais (quiçá imateriais) em mãos. Comigo isso acontece. Analisando minhas vontades postadas aqui no blog, botei reparo que acabei conseguindo tudo o que queria. É claro que as coisas não acontecem do dia pra noite. Mas acontecem! Canalização, energia, Deus, conspiração, pensamento positivo, obra alienígena? Chame do que quiser. Querer é poder. Testa aí! É isso!

Impressões: GAP Washed Cotton


by Vanessíssima

Comments Off


Evidente que este blog estava meio abandonado, néam? Livin' la vida loca mesmo. Enfim, tentarei estar mais presente cá por essas bandas. E, bom, nesse meio tempo, meu nariz trabalhou, e muito. Acabei comprando grande parte dos perfumes da minha wishlist, provei outros tantos cheiros e desejei outros mil. Em meio às cafungadas, meu Washed Cotton (GAP) chegou. Falei aqui sobre meu desejo de tê-lo.

E o que tenho a dizer sobre ele?

Resposta: ele é tudo o que disseram e muito mais! Bote suas roupas pra bater na máquina, não dispense o amaciante, espere o ciclo de lavagem terminar, pegue aquela blusa mais fofinha em meio a todas as outras dentro da máquina e vá estendê-la no varal. Aproveite pra encostá-la no nariz e sentir aquele aroma único de roupa úmida recém-lavada. Pronto, você terá uma idéia do efeito Washed Cotton na pele.

Ah, você não costuma lavar suas roupas? Deixa esse trabalho pra alguém fazer por você? Não se desespere! Aproveite, então, que tem alguém lavando suas roupas e vá passear no shopping. Chegando lá, não deixe de entrar na MMartan. Pronto, você também terá uma idéia do efeito Washed Cotton na pele.

Em suma, o perfuminho tem cheiro de roupa limpa, de amaciante, de limpeza, de algodão fofinho (oi, sou doida!). Em suma, de paz, meu povo! Ele é como um abraço quentinho e gostoso num dia frio, ou seja, confortável. Mas não se engane achando que você pode tomar banho de Washedd Cotton, viu? O cheirinho de roupa limpa não é dos mais discretos, tal qual roupa recém-saída da máquina. Com o tempo, ele suaviza até sumir (tal qual roupa limpa quando seca). Mas a saída pode assustar narizes mais sensíveis, ok?

Só sei que eu amei esse perfume! Era justamente o que eu estava buscando. Mais uma compra no escuro bem sucedida! Yes!


PS: Em relação ao Liberté que me rendeu um post desejoso ontem, atenção (quem avisa amiga é!): se você é fã do perfume ou pensa em tê-lo, corra! Ele foi descontinuado em 2009 e não tá fácil de achá-lo. Na verdade, ele já sumiu das lojas brasileiras. Mas pode ser comprado em sites de fora numa boa e, o melhor, por precinhos super módicos. Até quando? Aí eu não sei. Tudo o que sei é que eu não resisti e me joguei na Fragrancex, no escurão. Preço de pizza na data de hoje, meu povo! De pizza! Post novo quando ele chegar.

Desejo da semana: Liberté (Cacharel)


by Vanessíssima em , ,

Comments Off