Impressões imprecisas: Organza Indécence

Forte. Fortíssimo. Belo. Belíssimo. Assim é o Organza Indécence (Givenchy), que chamaremos de OI pra efeito facilitador, ok? Pense na família Oriental, toda trabalhada intensamente na baunilha e nas especiarias, e você terá uma vaga noção do poder do OI. Sim, porque ele é mais. Tudo nele é mais. O bicho é superlativo mesmo! Elegantíssimo, docíssimo, cremosíssimo, quentíssimo, sensualíssimo, fortíssimo, belíssimo!

Oficialmente ele tem patchouli, ameixa, canela, âmbar e almíscar. Mas tudo o que eu e boa parte da torcida do Flamengo sentimos é canela e baunilha. Consigo identificar um pouco de âmbar também. Mas, pra mim, a baunilha domina.

A saída traz uma canela bem pungente entremeada com baunilha cremosa. De salivar, baby! Com o tempo, a canela suaviza, mas não desaparece. E a baunilha toma conta do pedaço, deitadinha sobre uma cama amadeirada, quentinha e bem macia. Tudo isso pede uso noturno, comedido e em ocasiões especiais.

Por essas e outras, OI chega antes de você no ambiente. Por isso, cuidado! Sim, ele funciona no esquema das trombetas reais de tempos idos, anunciando com um aristocrático estardalhaço a realeza, saca? Pra ser aplicado com conta-gotas. No mais, fixação absurdíssima. O frasco é uma obra de arte à parte. A caixa, preta, é outra preciosidade.

Só tem um probleminha: OI foi descontinuado. Descontinuadissímo! E não se deixe enganar pelo OI vendido hoje em uma embalagem sem gracinha, retinha e com uma maldita caixa rosinha. Ele é uma reedição do original. Reedição, povo! Reeditar é editar de novo. Editar implica em cortar coisa fora e botar outra no lugar. Sei disso porque dou meus pulos como editora. Sei disso porque quem sentiu o novo OI disse que, de fato, ele tá diferente. Choremos!

PS: Um mega agradecimento super especial a Duda, que carinhosamente me mandou um gole saborosíssimo do OI. Dudíssima, valeu, valeu e valeu!

Comentários

  1. Vanessa, vc eh uma POETA PERFUMÍSTIKA aff q eu nunka vi uma descriçao tao linda, precisa, soberba & atraente assim!!!
    Tø quase querendo ele de novo hahahhaha brinks..
    Mas serio, babei aki agora :)

    ResponderExcluir
  2. Ah sabe qual a mais recente aquisicao q pulou pro meu colo?!
    O Voyage da Hermes...e o veredito:
    Tô de QUATRO por ele!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Duda, obrigada, lindona! É que não tem como não reconhecer a majestade do OI, né?

    Ai, Hermes... Um dia terei alguns.
    Voyage deve ser tudo de lindo nesse calor. E o que é aquele frasco?!

    ResponderExcluir
  4. Adooooooooooro suas descrições!
    Eu tenho o Organza 'normal' e sou apaixonada! Fiquei curiosa nesse!
    Detesto essa mania de descontinuar coisas boas ... deveria ser CRIME!

    ResponderExcluir
  5. Irisoca, o "normal" é divino mesmo. Amo! Queria o EDT dele (recém-lançado) pra usar sem ser no inverno. Tem a versão First Light também, que é mais suave, só que, claro, foi descontinuada.

    ResponderExcluir
  6. HáH eu tinha tb o outro 'normal' e o nariz tb nao bateu entao tb usava de aromatizador haha.. e Vanessa, tivesse te conhecido há uns dois anos vc poderia ganhar o vidro quase cheio ;(

    ResponderExcluir
  7. Duda, onde você estava há 2 anos, mulher? hahahahaha

    ResponderExcluir
  8. Oi! Meu nome é Rosimeire.
    Sou uma apaixonada por esse perfume. Por um milagre, ontem recebi uma miniatura vinda de Milão. Quase chorei de alegria!
    Você acredita que um dia ele voltará a ser fabricado?

    ResponderExcluir
  9. Rosimeire, perfumaço ele, né? A Givenchy relançou um tempo atrás o OI com nova roupa and cheiro (segundo dizem), mas foi edição limitada e não é fácil de achar (talvez no ebay), mas é menos impossível de encontrar do que a antiga. Aqui a carinha da nova versão: http://www.fragrantica.com/perfume/Givenchy/Les-Parfums-Mythiques-Organza-Indecence-1979.html

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bora comentar aqui embaixo?
Se joga! Com classe, por favor!

arquivo do blog

Mostrar mais