Onde reclamar...


by Vanessíssima em , ,

Comments Off

...se sua compra internacional não chegou

Você me jura que tem bom senso? Jura mesmo? Olha lá, hein! Não é pra sair reclamando se sua compra tá fazendo aniversário de um mês e ainda não chegou. (Hum-hum, tem gente que faz isso.) Tem que esperar mais, viu?  Por causa de alguns “apressadinhos” muitas lojas estão parando de enviar pra cá. Por isso, é preciso paciência quando se compra fora. E é só quando ela esgota, mas esgota meeesmo, que a gente deve recorrer aos santos sites.

Quais? Bom, se você catou algo em uma lojinha online americana, duas boas opções são o Better Business Bureaus e o Federal Trade Commission. Graças ao meu bom Deus, nunca precisei apelar pra nenhuma delas. Mas quem precisou e apelou se deu bem, e conseguiu a grana de volta. Siga as instruções dos respectivos sites e mande brasa educadamente (em inglês, of course).

Se a sua lojinha-problema fica em outro país, o jeito é dar um Google em busca dos sites de defesa do consumidor localizados na nação em questão.

Quem compra via PayPal (eu! eu! eu!) pode recorrer à central de reclamação deles em busca de refund. Mas o prazo é “apertado”, praticamente indecente pra nós brasileiros: 45 dias. Sim, você só tem 45 dias depois da compra pra botar a boca no trombone. Acho curto esse prazo, pois muitas compras levam uns 60 dias pra chegar e sabemos que a culpa dos atrasos quase nunca é da loja, mas da dupla dinâmica brazuca (lê-se: Receita e Correios). Enfim, na teoria seria um bom prazo, mas na prática, vixe.

Abre parênteses. Já corri atrás do PayPal em busca de refund algumas vezes e deu tudo certo. E fiz isso não porque minha compra estava demorando pra chegar, mas porque ela não havia sido mandada após 44 dias do meu clique no “buy”! É, tem vendedor sacana nesse mundo sim. Fato! Fecha parênteses.

Particularmente, gosto de esperar uns três meses antes de tomar alguma providência, tudo porque as coisas costumam chegar pra mim entre 60 e 90 dias mesmo. Mas meu primeiro passo é sempre entrar em contato com a loja antes. Só então, se não obtiver sucesso, acho legal buscar amparo em outras instâncias.

Abre parênteses de novo. No recente e notório caso Brasil x Fragrancex, no qual me incluo (pois tenho compras feitas em outubro do ano passado e ainda não entregues), vou esperar pacientemente até dar cinco meses do despacho hu-hum mizifio. Só então partirei pra “briga”. Minha justificativa é aquela de sempre: num passado não muito distante, já recebi encomendas de lá depois de cinco e seis meses e blá blá bá, isto é, quero crer que ainda vou receber minhas atrasildas. Fecha parênteses de novo.

Lembrando que se, por ventura e milagre, sua compra aportar na sua casa após você ter conseguindo o estorno, é de bom tom avisar a loja e solicitar um novo pagamento, néam? Aliás, bom tom que nada! É imperativo, meu povo! É correto, é legal, é lindo, ok?