Perfume com cheiro de nada


by Vanessíssima em , , ,

Comments Off


Eu só posso estar doida. Doida de vontade de ter um perfume com cheiro de nada. Sabe aquele cheirinho que não é doce, não é ardidinho, não é amadeirado, não é cítrico, não é cheiro de banho, não é nada? Pois é, tô querendo.


Quero algo bem levinho, fresquinho, gentil, bem suave, discretíssimo, inócuo, quase inodoro. Pra usar naqueles dias quentes em que a gente tá com dor de cabeça, tá revoltada com o mundo, tá sem vontade de exalar, saca? Quero algo que me deixe cheirosinha, mas sem parecer que estou perfumada.

E então pensei nos seguintes:

Nina (Nina Ricci)
Sempre torci o nariz pra ele, justamente por achar que ele não tinha cheiro de nada. Ganhei uma amostrinha, comecei a usar pra me livrar logo e tô gostando do não-cheiro dele. E aí que tô quase me jogando nele. Enfim, cuspi pra cima.

Noa (Cacharel)
Mais um da turma “não tenho cheiro de nada, mas sou limpinho”. Quando provei, deixei passar por ser discreto além da conta. Pensei na minha mãe, sei lá. Queria conhecer os flankers do dito cujo, viu?

Éclat d'Arpège (Lanvin)
Até falei sobre ele aqui. Não retiro o que disse. E isso não é necessariamente ruim, já que atualmente desejo algo do tipo.

Daisy Eau So Fresh (Marc Jacobs)
Desconheço a versão mais fresca do meu amado Daisy. Mas imagino que essa fragrância seja toda trabalhada na singeleza.

Chance Eau Tendre (Chanel)
Não conheço. Ainda. O meu está a caminho. Animadíssima pelos comentários que pincei na internê, catei no escuro. Vamos ver.

Infusion D´Iris (Prada)
Diviníssimo, delicadíssimo se usado com parcimônia. O EDP tá na minha lista há tempos. Este ano ele não me escapa. Falei dele aqui.

Outros que são suaves, que eu adoro, mas que não se encaixam no que eu desejo agora por irem um pouquinho além (e, mesmo que se encaixassem, eles não serviriam, já que eu já tenho todos eles rs):

212 (Carolina Herrera)
Ele é quase o que eu tô querendo agora, mas é floral demais pro meu momento.

Brigh Crystal (Versace)
Ele tem uma notinha de limpeza que eu não quero sentir agora.

Light Clouds (Moschino)
Frutinhas e frutinhas numa pegada 212, e eu quero cheiro nada, ok?

Daisy (Marc Jacobs)
Minha paixão, mas é luminoso “demais”.

Eau de Glow (JLo)
Suave, mas ele tem cheiro, saca?

Omnia Crystalline (Bvlgari)
Olha o cheiro de limpeza aí de novo, coisa que eu não desejo por ora.

My Voyage (Náutica)
Se a água tivesse cheiro (e se ele fosse bom), ela seria assim, porém esse perfume traz uma notinha além, e não quero ir além.

L´Eau Par Kenzo
Cheiro de fruta e fruta é o que não queremos hoje, obrigada.

Aliás, já versei aqui no blog sobre muitos que aparecem nessa segunda listinha. É só dar uma pesquisada na caixinha de busca aí ao lado.

É, sou doida. Eu sempre digo.