A maldição do Be Delicious


by Vanessíssima em , ,

Comments Off



De tanto uma certa loja de cosméticos insistir em me mandar cartões perfumados (!) do Be Delicious (DKNY) em cada compra que eu fazia, das duas uma: 1. ou ia acabar garrando ódio desse perfume ou 2. eu ia acabar gostando dele. E, bão, se sucedeu o 2.


Evidente que antes que isso acontecesse tive vontade de juntar tais “brindes” e remetê-los de volta para a loja em questãn, como um protesto chique e silencioso. Mas meu lado perfumólatra exalou mais alto e não levei a cabo o meu plano maligno. De modos que os “brindes” foram parar na minha bolsa, a fim de que aquele ambiente interno todo meu se perfumasse (é pra lá que vão os cartões e as fitinhas olfativas que obtenho).


Enfim, passado o estranhamento inicial (sim, não rolou química entre nós assim de cara não), fomos eu e Be Delicious construindo uma relação sólida de afeto. E foi ali, no dia-a-dia, que me dei conta de que se a certa loja parar de me enviar esses malditos cartões, bom, eu irei sofrer, e muito. De modos que cheguei a uma triste conclusão: eu preciso de um Be Delicious pra semana passada!


Maçã, pepino, grapefruit, magnólia, tuberosa, lírio, rosas, violeta, sândalo, madeiras e âmbar branco são a alma desse perfume. Particularmente sinto uma frutinha verdolenga alegre azedinha e veranil. Nada muito maravilha não, mas gostosinho, honesto, bacana e tal. A convivência diária foi fortalecendo nossa relação, sabe? Garrei carinho pela maçãzita. É a vida.