Archive for Setembro 2012

Salve, Lilica!


by Vanessíssima em

Comments Off


Como jornalista, dificilmente eu me emociono com as matérias dos coleguinhas. Sei como elas são escritas pra te pegar pelo âmago, conheço os truques, sabe? Mas, confesso, tive que segurar as lágrimas ao ler este texto sobre uma grande cachorrinha chamada Lilica. Sim, sou orgulhosamente do time do “quanto mais conheço os homens, mais admiro os animais”.

Desejo do dia: um VS


by Vanessíssima em , , ,

Comments Off


Sim, queremos Sexy Little Things Noir, da Victoria’s Secret (VS para os íntimos). Temos lá nectarina, maçã, frutas cítricas, abacaxi, pêra, frutas vermelhas, bergamota, orquídea, lírio-do-vale, ciclâmen, jasmim, amora, ameixa, cassis, baunilha, âmbar, musk, madeiras e tonka bean. É, não conhecemos, mas queremos!

Meus talquinhos preferidos


by Vanessíssima em , ,

Comments Off

Há quem diga que perfume atalcado tem cheiro de velha. Mas sou obrigada a discordar. Olha, quisera ser uma velha cheirando a talco porque, cá entre nós, adoro um talco! Nada me é mais reconfortante, mais cobertorzinho em dia frio, mais colo de mãe, mais cabecinha de bebê limpinho, sabe? O negócio é que talquinhos podem sim ser joviais quando misturados às a certas notas. Pensando nisso, fiz uma lista dos meus perfumes atalcados preferidos. Lá vai:




Eau de Shalimar (Guerlain)
Limãozinho atalcado dos deuses. Esse é top! Falei dele aqui e aqui.




Prada Infusion D´Iris (Prada)
Um dos talcos mais chiques do mundo! Falei dele aqui.





Blv Notte (Bvlgari)
Intimista e belíssimo. Falei dele aqui e aqui.





Shalimar Parfum Initial (Guerlain)
Moderno e vintage ao mesmo tempo. Falei dele aqui e aqui.





Flower By Kenzo Essentielle (Kenzo)
Transcendental. Falei dele aqui.




Love, Chloé (Chloé)
Chazinho elegante e confortável. Falei dele aqui.




Princess (Vera Wang)
Talquinho sutil com cheiro de fruta. Falei dele aqui








Ah, mas você não gosta de talco? E você já experimentou todos os talcos do mundo, hein? Talvez você não tenha achado o talco “certo”, então! Aquele que casa com sua pele e seu nariz, sabe? Abra-se ao novo! Prove os atalcados! 

Eu confesso que, nos primórdios, cheguei a torcer o nariz para os perfumes atalcados, tudo porque havia experimentado os talcos “errados”. Quando comecei a acertar, viciei!

Cafungada do dia: Baiser Volé (Cartier)


by Vanessíssima em , , ,

Comments Off


Hoje vou fazer diferente. Vou botar pra fora sem pensar, assim de supetão, tudo o que vier à minha mente acerca do Baiser Volé quando borrifado na minha pessoa. Segue: leve, educado, ensolarado, simples, sutil, super elegante, lírio, lírio, lírio e mais lírio arrancado da terra (flor, folhas, raiz e caule), levemente atalcado, adorável, floral branco, adulto, clean, praticamente linear, com um toquinho picante de especiarias, pegada Cartier, interessante, diurno, funciona no trabalho, eu quero (rá!).

Neuroses


by Vanessíssima em ,

Comments Off

Eu tenho, você têm, o mundo tem. O quê? Neuroses! Pois bem, as minhas surgem quando eu tô de bobeira na frente do computador. São elas:

1. Ficar checando o Muambator pra saber se alguma encomenda andou

2. Encasquetar com algum perfume que eu não conheço e sair vasculhando a internê em busca de resenhas nos mais variados idiomas (santo Google Tradutor!)
3. Ir atrás de promoções em lojas virtuais, olhando item por item, ainda que eu não vá comprar nada
4. Ler resenhas de produtos pra cabelo (atualmente tô na vibe leave-in)
5. Pesquisar preço de coisas que não vou comprar
6. Visitar lojas virtuais e sair enfiando produtos no carrinho sem fechar a compra
7. Fechar uma compra e gerar o boleto só pra saber quantos dias a loja me dá pra pagar o dito cujo (acho válido saber isso de antemão, assim posso me programar quando eu, de fato, for comprar algo)

Cafungando: Oriens


by Vanessíssima em , ,

Comments Off


Confesso: não gosto de perfumes chipres. Confesso mais: estou encantada por um chipre. Oi? Pois é, vai entender. E vou além: há muito tempo não me surpreendia com uma fragrância como aconteceu com o
Oriens (Van Cleef & Arpels).

Não vou falar sobre o belíssimo frasco, adornado com uma pedra doida de linda. Não, não vou. Não é preciso. Quero falar sobre como uma fragrância elegante, delicada e chipre me conquistou.

A saída me remeteu ao Carolina (Carolina Herrera), só que uma versão melhorada, saca? De cara, mergulhei na framboesa e no cassis, belíssimos, adultos, nada sintéticos. Apesar desse perfume não trazer morango na composição, podia jurar que ele estava lá, todo suculento. Senti também praliné e baunilha. Mandarina, jasmim e âmbar também aparecem. Encontrei uma pegada levinha, quase um brisa tímida, do Lolita Lempicka EDP na evolução (uma vibe parecida, mas bem leve meeeeeesmo e mais alegrinha).

Docinho sofisticado, com um leve (ufa!) toque de patchouli – um chipre comestível (oi?!), digamos assim –, Oriens dá prazer de usar em qualquer ocasião, em qualquer clima (apesar de sentir uma quedinha de usá-lo em temperaturas amenas). Testei no calorão e ele se saiu super bem. Raramente um docinho consegue isso. A fixação é digna. E eu quero um pra ontem!

Mais sobre ele aqui.

Desejo do dia: L'Eau Cheap and Chic (Moschino)


by Vanessíssima em , , ,

Comments Off



Por que eu só encasquetei com ele depois que ele foi descontinuado? Por quê? Não sei. Só sei que foi assim. Agora eu quero um e tá impossível de achar por preço módico. Ele tem cheirinho de sabonete, creme hidratante, coisas assim. Eu gosto. Eu preciso.

Meu querido bb cream


by Vanessíssima em , ,

Comments Off



A minha maior descoberta do ano, quiçá do século, atende pelo nome de Skin79 Super Plus Triple Functions BB Vital Cream. Na real, esse nome todo trabalhado no tabajarismo malemolente significa o seguinte: um baita de um bb cream feito pra pele oleosa. 


Ah, mas você estava em outro planeta nos últimos tempos e não sabe que raios é bb cream? Em poucas palavras, ele é um produto cremosinho que reúne tratamento, filtro solar e cor. E, gente, quando falamos em tratamento, dizemos que o bichinho pode ter tudo e mais um pouco: ação calmante, clareadora, anti-rugas, hidratação, controle de brilho, retração de poros e o que mais couber no potinho. O trem serve como primer, corretivo, base, filtro solar, hidratante, matificante, clareador, anti-sinais e etc e tal. Febre na Ásia, rapidinho ele conquistou o mundo! E a mim também!

Fazia tempo que eu queria um negócio desses pra economizar tempo e grana. O problema é que, ao longo das minhas pesquisas na internê, me deparei com comentários nada animadores sobre os bb creams. Em suma, povo alegava que a maioria deles não havia sido feita pra pele oleosa (a minha) e deixava a carinha num tom acinzentado de dar dó. Sem contar que nenhum tinha fator de proteção solar alto (coisa importantíssima pra mim). E aí que descobri a novidade laranjinha da
Skin79 (marca sul-coreana pioneira, tradicional e confiabilíssima) e minha vida mudou! Zóio arregalou quando leu que o dito cujo era voltado para peles oleosas e possuía FPS 50! Cinqüenta! Cin-qüen-ta! Oi! Amei! Catei no eBay e pirei! 

Ele é sequinho mesmo, minha gente amiga! Cobre bem as marquinhas de acne e aquela vermelhidão típica das peles sensíveis (oi!), dura pra caramba na cara, não derrete com facilidade (apenas andando a pé sob o sol de 40 graus, porque aí não há santo milagreiro que agüente), controla sim o brilho, tem acabamento natural, protege mesmo a pele contra o sol, não me deixa cinza, se adapta a todos os tons claros de pele (é voltado às asiáticas, néam?) e deixa a fuça com viço, descansadinha, com jeitinho de “nasci assim”. É tão bom chegar no fim do dia, se olhar no espelho e ver que a cara tá boa! No dia seguinte, mesmo sem produto no rosto, você nota a pele mais clara, mais bonita, mais tchã, sabe?

O curioso é que, apesar de deixar o rosto sequinho e sem brilho, o toque desse bb cream na pele faz você pensar que aplicou um hidratante. O legal é que ele não dá aquele visual de múmia empoeirada, saca? Odeio quando uso algo que me matifica tanto, mas tanto, que me deixa com cara de “oi, me joguei numa piscina de talco, sobrevivi e tô aqui”. Gosto de viço, de saúde (física e mental, oi!).

Eu curto aplicar meu Super Plus Triple Functions BB Vital Cream (amém!) com a esponjinha 360º da Belliz. Acho que o acabamento fica mais natural. O truque é pegar leve. Tem que passar um tico, bem pouco mesmo. Caso contrário, o look fica pesadão. 

É isso.


Update: Minha cabeça oca esqueceu de falar: gente, bb cream se remove com demaquilante ou óleo de limpeza, ok? Só sabonete não rola.

Desejo do dia: La Petite Robe Noire (Guerlain)


by Vanessíssima em , , ,

Comments Off







Sim, desejamos! Originalmente, esse perfume foi lançado em 2009 como uma edição exclusivíssima e limitadíssima. Em 2011, a Guerlain trouxe uma segunda edição limitada da fragrância (La Petite Robe Noire 2). Agora, em 2012, a casa reformulou o perfume trazendo-o de volta. Só que, desta vez, ele chega ao grande público e veio pra ficar. Rojões!


La Petite Robe Noire
pertence à família oriental (adoro!) e traz cereja preta, bergamota, frutas vermelhas, amêndoas, rosas búlgaras e turcas, alcaçuz, chá preto, anis, fava tonka, baunilha, íris e patchouli.








O vídeo de divulgação é uma das coisas mais bacanas que há. Saca só! Adorei tudo, dos traços (obra dos franceses Olivier Kuntzel e Florence Deygas) à historinha bem-humorada, passando pela Nancy Sinatra cantando These boots are made for walking.


Muitos narizes estão comparando esse perfume ao meu querido
Lolita Lempicka EDP. Isso quer dizer que já gostei desse Guerlain mesmo antes de conhecê-lo. E quando eu soube que o perfumista por trás dele foi o Thierry Wasser, do meu idolatrado Shalimar Parfum Initial, soltei aquele sorrisão!


E lá vou eu atrás de
La Petite Robe Noire porque these boots are made for walking, and that's just what they'll do


Por uma boa causa


by Vanessíssima em

Comments Off


Tarefa de hoje: ler este texto do ótimo for Vixens.


Stellando


by Vanessíssima em , ,

Comments Off



Quem muito deseja muito consegue. E aí que desejei e obtive Stella Nude (Stella McCartney). Fui lá e catei no escuro. Tenho a dizer que o bichinho é irmão gêmeo da finada body lotion Delicate Petals (Victoria's Secret). Quem conhece um conhece outro. A saída e o corpo são idênticos! Rosa e grapefruit, grapefruit e rosa. Veja bem, mais rosa do que qualquer outra coisa (pra não perder a vibe Stella, toda trabalhada na rainha das flores). 
Refrescante define. Cintilante também. Pimenta rosa, peônia, âmbar e baunilha também estão lá, no Stella Nude. Não conheço o Stella original. Fui nesse porque disseram ser uma versão mais luminosa do tal. Pois bem, Stella Nude é lindamente flor com fruta azedinha. Nada de doçura melosa não. Elegante, moderno e clean, ele é curinga. Fácil de se imaginar numa noiva cujo casório se dá num lindo fim de tarde de primavera. Fácil de se borrifar na hora de seguir para o trabalho. Cheiro de gente limpinha, asseada mesmo. Taí um perfume bonito! 

Noando...


by Vanessíssima em , ,

Comments Off



Ceis não sabem, mas eu ando encantadíssima com o Noa (Cacharel). Pois é, justo ele, para o qual tanto torci e retorci o nariz. Pra mim, ele tinha cheiro de nada com coisa nenhuma. Verdade! Não sentia cheiro naquilo. Pensava: como podem comprar isso? Até aquela bolotinha dentro do vidro me causava má impressão. Parecia uma bolinha de bolor, sei lá (oi, sou doida). Mas aí os anos se passaram e resolvi dar outra chance pra essa fragrância. Faço muito isso, de dar novas oportunidades aos perfumes dantes não queridos. Eu mudo, meu nariz muda, meu gosto muda, o mundo muda e até a fragrância muda (haja vista o tanto de reformulações que pairam sobre a indústria perfumística). 


Enfim, fui lá cafungar o Noa traveiz. E, pra minha surpresa, amei! Catei logo um de 100 emiéles (cousa que não costumo fazer, pois fico agoniada com um frasco tão bitelo). E tenho usado bastante essa delicadeza, viu? Sim, especialmente nos dias de enxaqueca, nos dias de 40 graus, nos dias-dias. Cheirinho de mãe. Fresquinho, delicado, aveludado, suave, inofensivo e delicinha. Tô achando ele incrível! 


Se você hibernou de 1998 pra cá, saiba que Noa traz o seguinte sortilégio: ameixa, notas verdes, frésia, pêssego, peônia, almíscar branco, grama, lírio, jasmim, ylang-ylang, lírio-do-vale, rosa, coentro, sândalo, tonka, baunilha, café, incenso e cedro (ufa!). E como esse mundaréu de coisa soa tão gentil? Não sei. Só sei que foi assim.


Mais sobre o Noa aqui.


Toda a boniteza do Eclix (La Perla)


by Vanessíssima em , ,

Comments Off



Já vou logo avisando que o Eclix é sublimástico, porém falecido. Sabe-se lá por que, mas La Perla (Nosso amor nasceu foi pra ficar e eu vou te amar, Fernando Eclix) descontinuou o dito cujo há tempos. E, povo, esse dito cujo não merecia isso não, viu? Taí uma baunilhinha tão fofa, tão delicada, tão especial....


O perfume delícia foi lançado em 2000 e vem vinha com groselha preta, bergamota, flor de lótus, amêndoas, cacau, baunilha e almíscar. O resultado na pele é pura paz. Esquece o doção gourmand onde comumente as baunilhas se enfiam. Eclix não é dulcíssimo. A baunilha dele é brisa, não é furacão.

Tá certo que o frasco dele, com aquele zóião gigante te observando (ou seria uma nave alienígena?), dá um pouco de arrepio. O lance é engolir o estranhamento e se deixar levar pela fragrância, lindamente equilibrada e suave, diferente de todas as outras que eu conheço.


Eclix não berra. Fala baixinho, pausadamente e com um sorriso na cara. Nada de projeção quilométrica, nada de ofensa a narizes alheios. Eclix é zen. Tem cheiro de pele naturalmente perfumada, do tipo “nasci cheirosa”.

A saidinha frutal-fresca levemente picante logo dá lugar a um floralzinho amendoado, terminando num docinho baunilhístico fofo, comedido, morninho e encantador com um toque de cacau e almíscar. Gente, falando assim não parece, mas isso fica muuuuito bom na pele. Te abraça, traz conforto. E fixa (uhu!). E ele não é gourmand. Juro! Na real, ele é classificado sabiamente como baunilha oriental.

No mais, se as suas lombrigas ficaram endoidecidas pelo Eclix, senta e chora. Ele é mosca branca em extinção! Dificílimo de encontrar (só vi no eBay).

La Perla, sua tonta, por que você parou de fazer essa maravilha Chiquitita do meu amooooorrrrr


Cafungando: Princesse (Marina de Bourbon)


by Vanessíssima em , ,

Comments Off


Marina, gata, te adoro, mas o Princesse não dá. Não pra mim. Curto super o Rouge Royal, viu? Justamente por isso, botei fé no seu taco e fui cafungar o Princesse. E, colega, o que é aquilo? O bicho é fooooorte, fortíssimo! Quase o supro-sumo enxaquecoso. É, amiga, eu tenho enxaqueca, uma lástima. De modos que seu Princesse não me cabe. Noves fora zero, achei enjoativo. Confesso que a saída me enganou direitinho. Pensei estar diante de um perfume sublime, todo cremoso, classudo, docemente frutado, de presença. Na hora, até esqueci o meu pânico por fragrâncias amarelonas (oi, sou doida). Mas aí, viji, desandou o angu, cara princesa. Sabe quando você recebe uma visita super esperada e a pessoa senta do sofá e vai logo colocando o pé na mesa? Foi assim. O jasmim ficou uma bomba, o ylang-ylang me sufocou e até a baunilha (justo ela) me deixou acuada no cantinho. A coisa ficou linearmente desse jeito. E fixou. Nossa, como fixou! Além de a visita ter botado o pé na minha mesinha, a persona não ia embora nunca! Não senti cassis, limão, melancia, maracujá , framboesa, pêssego, frutas exóticas, nada disso. Foi o trio ternura ali de cima que deu as caras. Olha, Marina, você é uma querida, mas mantenha seu Princesse longe de mim, please!

Desejo do mês: Vanille Sauvage de Madagascar


by Vanessíssima em , , , ,

Comments Off


Senta e chora, néam? Porque ninguém se dispõem a enviar La Maison de la Vanille para o Brasél. E lá vamos nós chorar pela bergamota, pela lavanda, pelo coentro, pelo gerânio, pela baunilha, pelo sândalo, pelo incenso e pelo vetiver não derramados.

Voltei!


by Vanessíssima

Comments Off


A boa filha à casa virtual torna. De modo que, eu e meus devaneios cá estamos.