Trésor Midnight Roseando



Acho que tô com o nariz frouxo. Só pode! Isso explica porque tenho desgostado de vários perfumes por mim cafungados nestes últimos tempos. O exemplar mais recente atende pelo nome de Trésor Midnight Rose (Lancôme). Gente, ele é um soco de açúcar cor-de-rosa! E bem na boa do estômago! Na minha pele foi assim.


Ele não é assim tãããão ruim não, viu? E posso falar? Docinho genérico, frutinha vermelha, sem profundidade, chato, enjoativo, lugar-comum, mais do mesmo e tals definem. E veja bem, eu gosto de perfumes docinhos. Mas sempre busco um algo a mais na doçura, sabe? Porque os gourmands são complicados, cara. Se você tem dois ou três, você já tem todos. É difícil encontrar alguma fragrância doce diferentona, né? São poucas.


Na teoria, TMR abre com rosa e framboesa. Vai pra jasmim, peônia, cassis e pimenta rosa. Finaliza com almíscar, cedro e baunilha. Na real, sinto frutas vermelhas doces ao cubo, um pouco de pimenta rosa e um leve toque amadeirado, tudo meio abafadinho/quentinho, super jovenzinho e enfadonho. Se eu tivesse me apaixonado por ele, reservaria o dito cujo pra dias frios. 


No mais, tenho certa resistência a frutas vermelhas. Raramente um perfume com essas notas me agrada. Minha pele gosta de ressaltar uma certa enjoatividade quando borrifo líquidos contendo as benditas. Se elas não ficam sintéticas, ficam infantis (ou as duas coisas tudo ao mesmo tempo agora). No caso do TMR, elas ficam artificiais e quase no limite entre a vida adulta e a vida loka (a.k.a. puberdade + adolescência + 20 e poucos anos).

Ai, gente, dá um desconto. Eu queria mesmo era cafungar o Trésor In Love. Mas como só achei o irmão dele, acabei descontando minha frustração no tal. Sorry. Rá! Será que foi isso?! 

Comentários

  1. Puxa, ele tá no topo da minha wish atualmente...embora na minha mini eu sinta um fundinho que me incomoda, que me remete ao Boticário, aos floratas...sei lá...se for desapegar posta aqui rsrsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruxinha, eu não cheguei a comprá-lo. Só provei mesmo.

      É coisa de nariz. Liga não. rs

      Excluir
  2. Estamos azedas hoje. Usei o Rumeur 2 Rose da Lanvin e achei ele tão sem graça. Escrevi sobre ele hoje... Mas os vidros são bonitos. O problema é que tem tantos lançamentos, tantos flankers que acabam se tornando lugar comum. Triste...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Num é? Ando sacudida por perfumes relativamente antigos (e até descontinuados). Dos novos? Poucos, bem poucos, me agradam.

      Excluir
  3. Van, eu gostei do tresor midnight! Diante do que escreveu, tô culpada por esse amor...rsrs. O que faço?

    ResponderExcluir
  4. # 5, se joga na felicidade, colega! O que eu boto aqui é só opinião, sempre personalíssima. É coisa minha e de mais ninguém. Liga não.

    ResponderExcluir
  5. Eu amo, uso pra sair à noite. É bastante elogiado..

    ResponderExcluir
  6. Lendo sua resenha, Van, imaginei aqueles bolos lindos na vitrine da padaria....lindos como o vidro aqui, mas quando se coloca na boca...
    "Já li não sei aonde" que é difícil criar uma fruta vermelha bonita e bem construída que não resvale para o Frisco. Nem no Lalique Amethyst (que promete uma plantação sombria e selvagem de framboesa) que dei para minha mãe certa vez, ficou legal. Talvez exista alguma casa de nicho que tenha sido feliz em copiar as danadas das vermelhas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bora comentar aqui embaixo?
Se joga! Com classe, por favor!

arquivo do blog

Mostrar mais