Código Armani


by Vanessíssima em ,

Comments Off


Eu resisti. Não queria falar sobre o Armani Code (Giorgio Armani) feminino. Mas vejo tanta gente apaixonada por esse perfume, que imaginei que seres que o desconhecem podem vir a gostar dele. Meu intuito aqui é instigar, cutucar, te deixar morrendo de vontade de botar o nariz pra trabalhar, entende? É o que pretendo: convidar você pra sair cafungando as fragrâncias aqui apresentadas e tirar suas próprias conclusões. Pois bem, vamos ao Code!

Antes, é de bom tom deixar claro que já gostei desse perfume, hoje não gosto mais (por isso relutei em escrever este post) e você vai entender o porquê.

Saída: jasmim, laranja italiana e laranja amarga
Coração: flor de laranjeira, jasmim e gengibre
Base: mel, baunilha e sândalo

Percebeu que Armani Code é o festival da laranja, né? Laranja ora amarga, ora doce pelo mel, ora doce pela baunilha, ora tudo junto e misturado. Combinação perigosa em dias quentes, viu? Incomoda, sufoca e tal. Temperaturas amenas se dão melhor com ele.

Code começa mostrando o lado cítrico doce avec elegance. Parte para um floral com cremosidade levemente temperada e finda discretamente melífluo e amadeirado. Laranja e baunilha sempre presentes, ok?

Há quem o ache perfumão, potente, noturno, por aí. Eu não. Na real, não vejo graça nele. Mas já vi. A mistura de laranja com baunilha já me fez sorrir. Com o tempo, senti falta de profundidade, de personalidade, sabe? Fui achando aquilo tudo muito raso, bobo, e desisti dele. 

Mas não se deixe enganar. Ele não é do tipo casual, levinho, eau de padaria (que você consegue usar todo dia pra ir comprar pão). Apesar de não ter tanta força, ele não deixa de ser marcante (ao modo dele, claro).

No mais, eu sempre procuro ofator uaunum perfume, saca? Sabe aquilo que você sente, te arrebata e gera um “uau, não posso mais viver sem isso"? E o "fator uau" do Code foi embora rapidinho diante de minha pessoa.