Perles, I love you

Perles de Lalique (Lalique) é bem bonito, é bem canforado, é bem calmante, é bem delicado, é bem low profile. Perles, I love you, benhê!

Sem delongas, ele é chipre e vem com rosa na saída, pimenta e íris no coração, patchouli, raiz de orris, musgo de carvalho, vetiver e madeira de Cashmere na base.

Jamais me vi tão caidinha por um chipre, viu? Como sou mente-aberta-nariz-idem, me deixei levar. Sou volúvel, já dizia mamãe. Não por acaso, minha certidão de nascimento leva o nome que denota tanto a transformação da lagarta, que sai do casulo pra voar, quanto um ser volúvel, livre pra levantar vôo quando bem desejar. Pra quem não sabe, Vanessa é um gênero de borboleta. Enfim, sou volúvel, baby.

E o negócio é que Perles me fez alçar novos vôos e amar um chipre, família diante da qual torcia o nariz.

Não espere nada mega complexo. Perles é de uma simplicidade ímpar e fitoterápica. Ele é tão simples que é elegante, sabe como?

Ele começa canforado and mentolado, segue pra um cheirinho de floresta encantada, continua floral aveludado e discreto dominado pela rosa (com uma leve cânfora ao fundo, fazendo figuração) e finaliza amadeiramente chique, tudo bem calmo e confortável. Aromaterapicamente lindo!

É curioso perceber como as notas dançam na pele, num ritual quase onírico no bosque da minha imaginação (ui!). De repente, o caráter forte (e, pra alguns, masculino) da cânfora se vê suavizado pela rosa e pela íris, sabe? Coisa bonita de se ver!

No mais, não vou com a cara de patchouli ardido. E esse aqui tem cheirinho de terra molhada tal qual um incenso que eu idolatrava na adolescência (e nunca mais encontrei pra comprar, e do qual não me lembro mais o nome, não insista, obrigada).

Musgo é outra nota pra qual torço o nariz. Mas aqui ele aprece tão mágico, tão élfico, natural e orgânico. E, junto com o vetiver e com a madeira, forma a tríade etérea. 

Perles tem sabor de quê? Não sei. Só sei que ele não é doce, não é amargo, não é ácido, não é salgado e nem umami. Não tem gosto de flor também. Tá mais pra floresta new age (tem jeito não, não consigo tirar aquele incenso de patchouli da cabeça). Perles me é orinoco flow, entende? (Enya, te dedico!)

Três tipos de pessoas vão se deparar com o Perles: mulheres que o considerarão "masculino", seres que o acharão bobinho and inofensivo demais e criaturas que o adorarão pelo que ele é. Onde você se encaixa?

Comentários

  1. Hummm...ainda não sei, não me imagino (a princípio) me deliciando com cheiros canforados, mentolados e afins. Pelo menos em cosméticos não me dou muito bem com eles, salvo raríssimas exceções.
    Gostei da informação, não sabia da história da borboleta.
    Bjo!

    Lu

    ResponderExcluir
  2. Lu, eu também não era amiga desse tipo de cheiro, mas o Perles me fez mudar de idéia.

    ResponderExcluir
  3. Hmmm fiquei curiosa...mas ultimamente me individei fazendo uma super extravagância em compras de perfumes!! Estou curiosa por uma resenha do Dahlia Noir (particularmente gostei). E o Le Bain comprei por "culpa sua" e a primeira borrifada odiei, ainda mais com a cor amarelo medo, rsrs...mas depois de uns minutos ele fica uma coisa fofa mesmo, parece que saímos do spa bem divas, após esfoaliação, banho de leite e hidratação com óleos sob luz de velas hahahhaha....Beijos, obrigada por diariamente alimentar o vício das maníacas perfumadas como eu...

    ResponderExcluir
  4. Luciana, ainda não conheci o Dhalia Noir, mas tô doida pra isso, viu? Se eu cafungar, volto aqui pra contar.

    Le Bain conquista a gente, né?

    ResponderExcluir
  5. Invadindo esse post para falar de outros perfumes, me permite? rs
    Estou completamente apaixonada pelo KENZO POWER, ele é definido como masculino, mas não achei, ele é delicado, confortável, um floral atalcadinho maravilhoso! Comprei no ebay junto com o Cinéma YSL, esse é 'amarelo medo' como descrito acima, doce e forte, perfumão! Mas gostei para usar no inverno a noite, senti ele tão materno pois o cheirinho na minha pele lembrou a mamadeira de leite quentinho e docinho que mamãe preparava na infância! rs
    Bjos - amo seu blog, passo por aqui diariamente.

    ResponderExcluir
  6. Claudia, fique à vontade pra nos contar sobre cheirosos sempre que quiser, viu?

    Já ouvi maravilhas sobre esse Kenzo e também sobre o Cinèma, que desejo conhecer há tempos. Muita gente me fala que preciso cafungá-lo.

    ResponderExcluir
  7. Que bom, obrigada!
    Acho o KENZO POWER a sua cara, pode comprar sem conhecer pois não tem erro!
    Já o CINÉMA é bem marcante, vale experimentar antes de comprá-lo.
    Bjo.

    ResponderExcluir
  8. Claudia, vou ver se acho esses dois pra provar pra ontem!

    ResponderExcluir
  9. Perfume na Pele, então conheça o Perles. Cânfora à enésima potência!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Bora comentar aqui embaixo?
Se joga! Com classe, por favor!

arquivo do blog

Mostrar mais