Minimamente Minimes


by Vanessíssima em ,

Comments Off

Bora fazer um jogo rápido sobre o Eau des Minimes (Le Couvent des Minimes)? Já adianto que ele não faz o meu estilo, mas quem curte laranja and limão pode amar a coisa toda, que vem praticamente trabalhada na citricidade e também na herbalidade (sim, eu invento palavras, me deixa!).

Absolutamente compartilhável, a colônia amiga aí vem com bardana, benjoim, limão, malva, melissa, neroli, laranja sanguínea, pomelo, violeta selvagem e alecrim.

É borrifar Eau des Minimes e ficar com a sensação de que a gente catou folhas de limoeiro e laranjeira, deu aquela quebradinha pra libertar o aroma e esfregou na pele. A saída é bem isso. Depois a laranja domina. E aqui temos uma laranjita orgânica, real mesmo, nada artificialesca. E então surge um toque herbal-chique (lê-se: ervas com cheiro muy discreto de ervas). Algumas vezes sinto uma lavanda inexistente, o que me deixa mega feliz (e doida, por ver coisas que não existem).

O meu problema é encarar o limão e a laranja, que são a tônica da fragrância, sabe? Preciso do limão certo, cara! E da laranja também. Poucos do gênero me apetecem. Mas é coisa minha. Na real, não sou grande fã dos cítricos aromáticos. Porém, Eau des Minimes é e sempre será um perfuminho incrível, fresquíssimo e chiquetosinho pra quem curte a vibe supracitada. No calor, é de se beber litros! E o precinho é tudo de bom nessa vida, néam?