Purr


by Vanessíssima em ,

Comments Off

Eu juro que queria falar super bem do Purr (Katy Perry), mas eu não consigo. Tirando o frasco de gatinho com zóios brilhantes assustadores (eu achei isso tudo bem kitsch and fofo, me deixa!), isso aqui me fez gostar ao contrário:

1. Ele me remeteu aos cheiros disseminados pela Victoria´s Secret
2. Ele me remeteu aos cheiros disseminados pela Victoria´s Secret
3. Ele me remeteu aos cheiros disseminados pela Victoria´s Secret

Necessário dizer que eu não curto os cheiros propagados pela Victoria´s Secret (VS para os íntimos)? Já gostei. Bastante. Há muito tempo. Mas isso ficou no passado. Meu presente agora é outro. Bem outro. Enfim, o ronronado da Katy não é pra mim. 

Frutal docinho avec azedinho tale e quale VS, Purr conta com gardênia, bambu, pêssego e maçã vermelha na saída, jasmim, frésia e rosa no coração, e almíscar, sândalo, âmbar, baunilha, coco e orquídea na base.

Sem apresentar nada de novo no front, esse perfume vai agradar em cheio quem curte os aromas elétricos que permeiam o Segredo da Victoria (não parece que eles estão ligados na tomada? eu super acho).

Com pêssego e maçãs pungentes na saída, Purr começa uma coisa meio assim: "catei meu xampu e vou lavar minhas madeixas", sabe? Depois a faceta floral me visita. Mas não espere aquele floral supimpa, viu? As flores (bobinhas, coitadas) estão ali apenas pra suavizar as frutas e anunciar a base, que surge doce e quente com a baunilha comandando a festa, porém de forma um tanto quanto muito (oi!) genérica. 

As notas colidem umas nas outras e eu não consigo encontrar a intenção desse perfume. Talvez ele não tenha nenhuma. Ou talvez a intenção seja apenas capitalizar em cima dos fãs da senhora Katheryn Elizabeth Hudson (ah, vá?!).

Menininha feliz demais pro meu gosto, ele não chega a ser tão irritante quanto as músicas da Katy Perry (gosto é gosto, sorry), mas quando se tem marido, cachorro e calopsitas pra criar, bão, aí você espera bem mais da vida, néam?

No mais, Dri Sama, thanks pela amostrinha! Você me salvou de uma bad compra, colega. Miau pra você, lindona! Quase fui no Purr só por causa do frasco (admito mea maxima culpa).