Água de almíscar


by Vanessíssima em ,

Comments Off

Ganhei a colônia Acqua Musk (O Boticário). Tá, agora pára de rir! Eu devia ficar feliz, né? Mas sou ingrata, malagradicida e tal. Pois bem, a estréia da dita cuja foi num fim de tarde qualquer num barzinho qualquer. Entre bons petiscos, bons papos e bons drink bons goles de Heineken, aquele cheiro me foi subindo, subindo e subindo. E me enchendo o saco. Uma cervejinha pra quem acertar o motivo do estorvo. Quem disse "violeta" ganhou uma long neck (long neck porque eu não tô rycah, tá?).

Acqua Musk tem na saída: bergamota, menta, musk (o almíscar, viu, gente?), maçã, folhas verdes e íris. Violeta (ela! socorro!), madeiras nobres e peônia estão no coração. Na base, musk de novo, osmanthus, baunilha e madeiras.

Desnecessário dizer que o trem tem bastante almíscar, néam? Não vi bergamota, não vi menta (que pena!), nem maçã, nem nada. Encontrei, além do almíscar, muita violeta (medo!), um pouco de íris (e viva o talco!) e um tico de madeira. E, de novo, aquele cheiro de maquiagem velha. Já disse e repito: pra mim, é a violeta do Boti que confere esse arominha incomodativo. Porém, todavia, entretanto, quem não liga pra nada disso pode encontrar no Acqua Musk uma sincera colônia pós-banho. Colônia, viu? Não espere nada além.

Quem curte almíscar, violeta, um toque de talco e a vibe banho-Boti convém conhecer Acqua Musk. O perfuminho tá na roda faz tempo, mas confesso que só botei reparo nele porque fui agraciada com um frasco. Quer parar de rir, hein? Pra ser sincera, há muito que não boto reparo na perfumaria boticariana.