Are you on the list?


by Vanessíssima em ,

Comments Off


O fato é que eu curto o 212 VIP (Carolina Herrera). Tá, nem sempre. Gosto de usá-lo às vezes. É meu lado doirado-caphona falando? Não sei. Só sei que foi assim.

Ele não é lá o tipo de perfume que eu compraria, mas eu ganhei um e isso me basta. Opa, vem ni mim que eu tô facinha, 212 VIP!

Parecido com tantos outros da perfumaria atual, 212 VIP é aquele frutal doce (quase melado) de balada, saca? Volúvel, efêmero, despojado, raso mesmo. E sucesso garantido de vendas, especialmente entre as criaturas jovenzinhas (não, eu não sou dessa tribo. eu sou uma criatura velhinha de 34 anos, ok?).

Longe de ser ruim (pelo contrário), ele traz maracujá e rum na saída, almíscar e gardênia no coração, e fava tonka e baunilha na base. Simplinho, néam? Mas gostosinho. Só não impressiona. 

Bacaninha o maracujá alcoólico da saída (e olha que eu não sou fã de maracujá em perfume). Admito que a combinação da fruta amarela com o rum deixou a calda bem festiva. A gardênia é cremosa (amo gardênia!) e o almíscar quase não aparece. A doçura da base impera. Cheiro de sábado à noite aos 20 e poucos aninhos, né mesmo? Só borrifo o meu quando tô mais pimpona. #souveialoka

Enfim, no início, 212 VIP é intenso, e o rastro dele atinge alguns quarteirões. Com o tempo, porém, ele se aquieta e some da pele. Seria ele uma metáfora da juventude culminando na vida adulta? Ui! Menos, Vanessíssima! Menos!

No mais, acho engraçada a proposta VIP, viu? Eu não me sinto lá very important person exclusiva e tal usando um perfume comercialesco and parecido com tantos outros. Vai ver a idéia é mostrar que todos nós somos suuuuper importantchys, néam, Carolina? Ok, ok, tá todo mundo na lista.