Charlotteando


by Vanessíssima em , ,

Comments Off


Sabe quando um perfume é o teu número? Então, tô nessas. Tenho meu número 1, você sabe. E agora achei meu número 2. Mas já adianto: ele não fixa. Sim, não fixa. Então, se você dá importância pra isso, tira o cavalinho da chuva e/ou chispa daqui! Outra coisa: ele é bem levinho. Opa, não dura nada e é levezinho? Sim, tudo isso! A real é que não sou pessoa de bombas. Sou pessoa low profile que segue a vibe soy invisível, feliz and enxaquecosa. Sim, essa sou eu. Metade de mim ama perfumes. A outra metade tem enxaqueca. E as duas partes juntas moram no sertão paulista, onde frio é bicho raro feito curupira. Vai vendo. 

O negócio é que me encantei pra valer com o Eau de Charlotte (Annick Goutal). Quem conhece a casa sabe que a coisa toda costuma pender mais pra uma pegada mais natural, comedida, mimosa and educada. Tá bão pra você? Pra mim tá ótimo! Tem dia em que eu tô toda assim. Pois é, tenho meus dias de mimosa. Me deixa! De sorte que Eau de Charlotte é meu número! Meu número 2. Mas isso eu já disse. Bora parir o não dito.

Criado em 1982 (balzaquiana a Charlotte, hein?), o perfuminho é vendido como "uma ode a alegria e travessuras". Emília, amiga boneca de pano, te dedico! #amosousitiodopicapauamarelo 

Groselha, mimosa, cacau e baunilha fazem de Eau de Charlotte uma obra toda trabalhada no delicadismo impressionista. Opa, eu invento palavras (mas só quando o perfume merece!). Pois bem, sabe aquele lance maroto do impressionismo que te força a olhar o quadro de longe pra entender como todo aquele jogo de cores representa coisas lambidas pela luz? Eau de Charlotte é bem por aí. Olhando as notas de pertinho, na chincha, você não saca muita coisa. Dá um passinho pra traz e você consegue uma experiência espiritual. Taí! Monet pintaria Charlotte. Ah, se pintaria! 

Eau de Charlotte, minha gente, me é encantamento ao cubo! Cheirinho de baby limpinho e cabelinho penteado, de fraldinha trocada, talquinho no bumbum e tudo. Yes, talquinho! Nariz de marido até me indagou: "mas que cheiro de Talco Johnson`s Baby é esse?".

Enfim, temos ali um atalcadinho delícia, um cacau sequinho, um quase nada de fruta marota, um pouco de florzinha paz e amor e uma baunilhazinha bem discreta e suave. Docinho atalcadinho na primeira infância define. 

Taí um dos perfumes mais confortáveis que eu conheço! Na real, ele é o segundo mais confortável que eu conheço. Lembra, ele é meu número 2! E pra quem quiser embarcar na minha viagem, tome ciência de que meu número 2 ainda engatinha enquanto meu número 1 já ensaia os primeiros passinhos, capsici? Ah, e eles não são nada, nadinha parecidos (apesar do talco rei). Acho por bem avisar. Vai que.

No mais, tenho cá comigo que a mãe que usa Nº 5 Eau Première (Chanel) tem uma filha que usa Eau Charlotte. A vibe aqui é quase a mesma, viu? Esses sim até que se remetem mais ou menos pra menos do que pra mais. E, opa, sou minha mãe e minha filha. Meu grau de parentesco comigo e entre mim varia. Sou louca e amo os dois! Ou melhor, os três (lembra, eu tenho meu número 1)!

PS: Alguém aí também se lembrou de A Menina e o Porquinho? Passava tanto na Sessão da Tarde dos anos 80. Esse desenho me marcou, viu? [spoiler alert] Gente, eu chorei muito quando a Charlotte morreu. Chorei, morri, ressuscitei e chorei de novo.