Ídolo


by Vanessíssima em , ,

Comments Off

Já que aqui é o blog da zoeira, nada mais óbvio do que trazer pra você uma super, ultra, mega, hyper, uber, power entrevista pingue-pongue fake and caphona com Sir Giorgio Armani. Se já fizeram mais ou menos isso com o Felipão na época do #vaitercopa, por que eu não posso fazer com o Giorgião, hein? Bora lá!

Blog – Uma cor [isso vai mudar a sua vida, aguarde!]
Giorgio – Dourado

Blog – Um formato [perguntinha relevante, hein?]
Giorgio – Redondo

Blog – Um ídolo [essa é básica, saía até na Capricho!]
Giorgio – A mulher

Blog – Uma família olfativa [por essa você não esperava, né?]
Giorgio – Floral

Blog – Quatro notas de saída [agora a coisa tá ficando interessante! ou não.]
Giorgio – Tangeria, pêra, gengibre e artemísia

Blog – Três notas de coração [né?]
Giorgio – Açafrão, jasmim e rosa

Blog – Três notas de base [né 2?]
Giorgio – Vetiver, estoraque e patchouli

Blog – Um perfume [bingo!]
Giorgio Idole d’Armani

Blog – Uma decepção [atenção! atenção!]
Giorgio Idole d’Armani ter sido descontinuado

Ok, agora a gente volta pro planeta Terra e passa a falar sobre o Idole d’Armani EDP. Pra começar, deixo aqui um arrependimento: eu devia ter catado o frasco maior desse perfume. Tô impressionada com o amor que garrei nele. Sério! É bem raro eu usar o mesmo cheiro dias e dias seguidos. Com o Idole o milagre se fez – faça chuva, sol, frio, calor, enxaqueca, rinite, torcicolo, bem-estar e o que mais vier. Minha pessoa tá inconformada por não ter embolsado 75 ml disso, até porque descontinuação é o sobrenome dele. Vou ali chorar no cantinho e já volto. Pronto, voltei! Enfim, ao cheiro!

Pensa na Glória Menezes fazendo papel de vilã rycah que usa camisa de seda branca e você dará o primeiro passo em direção ao Idole. Ok, o pingue-pongue mentiroso lá de cima mexeu comigo. Abstrai. O fato é que Idole é curinga, bonito, phyno, elegante and sincero. [deviam proibir logo a gente de usar essas últimas três palavrinhas na mesma frase, né?]

Pois bem, temos nele um floral calmo e macio, porém radiante avec elegance. É como se tivessem aprisionado o sol de céu azul de resort dentro daquele frasco. Ele é diferente de tudo o que eu conheço, mas, curiosamente, ele me remete ao delícia Lacoste Pour Femme (Lacoste).

Gosto do frescor incomum das frutas - pra mim, quase madurinhas -, que se reflete num docinho levemente xaroposo. Admiro a mistura de gengibre e açafrão, que dá uma sensação picante with ternura, temperando o todo na medida. Aplaudo a humildade do jasmim, que sabe se colocar e não quer ser a estrela da fragrância. Saúdo a base amadeirada e reconfortante, morninha e super usável sempre. E a fixação? Ah, ela é tão incrível quanto o cheiro!

Pronto, agora vou ali secar as lágrimas e já volto!