Emporio Armani lei, elle, she, ella, etc

Colega, pule a parte que se segue caso você queria ler única e exclusivamente aquele negócio que o pessoal chama de resenha. De nada!

Se você costuma cafungar perfume em loja física, cata esta dica e leva pra vida: caso você não tenha curtido a fragrância, prove o seu alvo em mais de uma loja. Por quê? Acredite, você pode acabar torcendo o nariz pro coitado do perfume porque topou com um provador oxidado sem se dar conta. Já aconteceu comigo há uns bons anos atrás, quando este blog ainda nem sonhava em existir. Saca só! 


Quando conheci o Emporio Armani She (Giorgio Armani) foi ódio à primeira cheirada. Sabe aquela coisa horripilante, o supra-sumo do mau gosto? Foi assim. Fiquei procurando a delicadeza, o conforto e a maciez de que tanto me falavam e cadê? Encontrei foi um talco azedo e sufocante, que de tão maduro caiu do pé e apodreceu no chão. Falei sobre minhas impressões por aí no finado Orkut e tomei uma chuva de “você só pode estar louca!”. Pois bem, louca que sou (admito), desconfiei que o tester já tinha passado do ponto. Bingo! Na época, eu até cheguei a procurar o provador do dito em outra loja, mas não achei. A vida seguiu e eu continuei torcendo o nariz pro Emporio feminino como manda o manual. E aí que o mundo dá voltas e chacoalhões feito máquina de lavar roupa, né? Adivinha com quem eu trombei em um dia qualquer de 2016? E o que aconteceu eu conto abaixo.  


Colega, é a partir deste ponto que você lê aquele negócio que chamam de resenha. De nada, de novo!


Emporio Armani She é um carinho que vem com bergamota, pera, heliotrópio, íris, jasmim, lírio-do-vale, baunilha, cedro, almíscar e sândalo. Suave, macio, cheiro de pele naturalmente perfumada e talquinho bão sabor baunilha morninha é o que temos pra hoje. Pra hoje, pra amanhã, pra depois, pra quando a gente quiser se sentir bem com a gente, sem provar nada pra ninguém, sem exalar para narizes alheios e dane-se o mundo! Perfume-conforto intimista e ponto final. Difícil desagradar. 


Não foi amor à primeira vista porque né (se você leu a primeira parte deste post, você vai entender), mas hoje tô apaixonadinha por esse perfume que ouso colocar na categoria nude (ou seja, a coisa toda é elegante).


Armani She passou da maioridade (yes, são 19 anos de mercado!) e virou um dos meus preferidos. Eis um heliotrópio amendoado empoeiradinho, uma baunilha leitosa e suave, que resultou num talco versátil. Coisa phyna mesmo! Saga com final feliz total!

Comentários

  1. Oi Van
    Existia um irmão deste aí que chamava se White ,eu acho.
    Frasco igual , só que branco(jura?rsrs) e com um cheiro maravilhoso.
    Foi um dos meus primeiros importados.
    Já faz muito tempo mas lembro que tinha a mesma vibe do 212 da tampa prata , aquele original, só que muito melhor. Fresco, versátil, elegante e delicado. Comprei por indicação de uma amiga e amei. MAS.... desenvolvi uma alergia ao bichinho que deu o que fazer pra melhorar.
    Comecei a sentir um prurido no pescoco
    e nos punhos e depois surgiram uns vergões horríveis nos locais q aplicava. Placas vermelhas que cocavam loucamente.
    Dei pra minha irmã com pesar porque gostava muito e aí...adivinha?
    Ela teve uma reação pior que a minha.!!!!
    As manchas e placas eram escuras na pele dela, um horror!
    Depois nunca mais vi o danado.
    Acho que foi descontinuado.
    Sempre vejo este e um masculino preto nas perfumarias que frequento, mas , gato escaldado. .. Fiquei com medo de terem algum componente semelhante.
    Sua resenha me fez ter curiosidade !!E o outro era mesmo muito bom!
    Vc conheceu /conhece?
    Bjo
    Graciele
    Graciele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graciele, não conheci o White, infelizmente, mas sempre ouvi elogios sobre ele. E alergia de pele é osso, sei bem como é (eu não posso chegar perto do Fancy que fico assim). Por que você não tenta provar o She na loja? Passa uma gotinha no pulso e veja o que acontece, mas já prepara sua pomadinha amiga!

      Excluir

Postar um comentário

Bora comentar aqui embaixo?
Se joga! Com classe, por favor!